Clique e assine a partir de 8,90/mês

‘3%’, da Netflix: ‘Distopia já começou no Brasil’, diz ator da série

Elenco da série '3%' fala sobre a segunda temporada da primeira produção brasileira da Netflix

Por Raquel Carneiro - Atualizado em 27 abr 2018, 21h50 - Publicado em 27 abr 2018, 21h23

Em 2016, a série 3% chegou à Netflix como a primeira produção original brasileira, uma aposta com perfume local para conquistar o país. A distopia, contudo, ganhou repercussão internacional. Sucesso que lhe garantiu uma segunda temporada, já disponível no canal de streaming. Na nova fase, a trama se divide entre os que passaram pelo processo e chegaram ao Maralto, e os demais que continuaram no continente. Um embate acontece com a chegada de uma nova seleção.

VEJA conversou com Pedro Aguilera, criador e roteirista da série, e os atores Vaneza Oliveira, intérprete de Joana, e Rodolfo Valente, o Rafael, sobre a segunda temporada e os planos para o futuro.

Valente comenta a repercussão da produção no exterior. “É muito incrível pensar que uma série tão brasileira rodou o mundo e conseguiu dialogar com países de culturas tão diversas. Então é uma história nossa, com questões nossas, mas que também diz respeito a muitas outras culturas”.

Errata: no vídeo, Pedro Aguilera aparece creditado como ‘diretor’. Ele é, na verdade, criador, roteirista e showrunner da série.

Continua após a publicidade
Publicidade