Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

‘Faltou humanidade’, diz mulher que salvou vítima em acidente de Boechat

A comerciante removeu a porta que prendia o motorista ao caminhão

Por Da Redação - 15 fev 2019, 15h50

A vendedora Leiliane Silva , de 28 anos, virou notícia após o acidente de helicóptero que ocorreu na última segunda-feira (11), no acesso a rodovia Anhanguera, quilometro 7 do Rodoanel. Ela ajudou a socorrer o motorista do caminhão que se chocou com o helicóptero que levava o jornalista Ricardo Boechat.

Recentemente, Leiliane foi diagnosticada com MAV (malformação arteriovenosa). Por isso, a vendedora não podia fazer força, mas isso não a impediu de ajudar o motorista preso às ferragens da aeronave.

Enquanto Leiliane ajudava o motorista a sair dos escombros muitos homens se posicionaram perto do caminhão para fazer uma selfie tendo o motorista ensanguentado ao fundo. ‘É muita falta de humanidade’, afirmou.

No momento do acidente a vendedora estava com seu marido na garupa da moto. ‘Se não fosse o caminhão, o helicóptero cairia na nossa cabeça. Então, eu não salvei o motorista: foi ele quem me salvou.’

Publicidade