Clique e assine com 88% de desconto

Espetáculo mostra como dança ajuda no tratamento da depressão

A depressão é uma doença que vem crescendo no mundo. É um distúrbio debilitante, mas que tem cura. E a dança é uma poderosa aliada nesse processo

Por Da Redação - Atualizado em 10 dez 2018, 14h28 - Publicado em 24 out 2017, 17h39

Atualmente, mais de 320 milhões de pessoas no mundo sofrem com a depressão, segundo dados da OMS. No Brasil são mais de 12 milhões pessoas com a doença – somos o maior país da América Latina em porcentagem de pessoas com depressão. É um distúrbio debilitante, mas que tem cura. E a atividade física e a dança podem ser grandes aliadas no tratamento.

A psiquiatra Giuliana Cividanes conta como esses fatores auxiliam o paciente com depressão. ‘A dança, por ser uma atividade coletiva, ajuda na ressocialização do paciente depois que cessam os sintomas mais agudos. E hoje também se sabe que exercícios físicos melhoram a comunicação entre os neurônios’, explica.

Próximo Passo – O Espetáculo’ é uma iniciativa que busca ajudar, por meio da dança, pessoas que enfrentam ou já superaram a depressão. Foram escolhidas 40 pessoas entre mais de mil inscritos no projeto criado pela Libbs em parceria com o coreógrafo Ivaldo Bertazzo. Foram quatro meses de treino até a apresentação, que ocorreu no começo deste mês. ‘Já senti uma centelha quente em mim desde o dia da audição. E, desde lá, a cada ensaio, percebo a melhora’, conta a pesquisadora Aranai Guarabyra, que descobriu que estava com a doença no final do ano passado.

 

Publicidade