Clique e assine a partir de 9,90/mês

Educador Nota 10: elas passaram a borracha no preconceito

A 20ª edição do Prêmio Educador Nota 10 já tem seus vencedores

Por Da Redação - Atualizado em 10 dez 2018, 14h19 - Publicado em 26 out 2017, 18h48

Os educadores vencedores do Prêmio Educador Nota 10 foram anunciados na tarde da última segunda-feira (7). Entre os nomes está o da representante de União da Vitória (PR), Gislaine Carla Waltrik, do Colégio Astolpho Macedo Souza, e da representante de São Paulo, Rosely Marchetti Honório, da EMEF Infante Dom Henrique. Com o projeto “Gênero e Sexualidade, o que a Geografia tem com isso?”, Gislaine conquistou os jurados. A professora resolveu investigar como a sexualidade é expressa no espaço geográfico escolar. Para isso, planejou atividades para os alunos observarem se as questões de gênero provocam ou não segregações espaciais e se há espaços marginais para determinados gêneros.

Já Rosely é criadora do projeto “O migrante mora em minha casa”. O bairro do Canindé abriga um dos maiores pólos da indústria de confecções do país, que emprega mão de obra imigrante em situação precária. Ali, em uma escola do bairro, a professora observou preconceito entre os colegas, principalmente contra os bolivianos, e resolveu entrelaçar conteúdos históricos com a vida dos estudantes, descendentes de migrantes e imigrantes. Depois de entrevistar suas famílias, aprender sobre racismo em várias épocas e encontrar confecções irregulares em um estudo de meio, os alunos foram sensibilizados para uma ação de combate ao trabalho escravo na região.

Publicidade