Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

6 filmes feitos por mulheres (e para todos os gostos) na Netflix

De feminismo à terror: acompanhe a lista de 6 filmes dirigidos por mulheres, disponíveis na Netflix

access_time 8 mar 2018, 16h25

Para celebrar o Dia da Mulher selecionamos seis filmes disponíveis na Netflix para diferentes gostos, de feminismo à terror, com diretoras no comando.

Em ‘Frida’ (2002), Salma Hayek interpreta a artista mexicana Frida Kahlo. O filme é dirigido pela americana Julie Taymor. Durante a adolescência, Frida sofre um grave acidente, causando diversos problemas físicos e emocionais que ela carregou ao longo da vida – e refletiram em sua obra. A produção ganhou duas estatuetas no Oscar: Melhor Maquiagem e Trilha Sonora Original.

‘As Sufragistas’, de 2015, acompanha o movimento inglês de mulheres que lutaram para exigir o direito feminino ao voto durante o século 19. O elenco conta com nomes como: Carey Mulligan, Helena Bonham Carter e Meryl Streep. A cineasta britânica Abi Morgan, conhecida pelo roteiro de ‘A Dama de Ferro’, é quem dirigiu a produção.

O terror psicológico ‘O Babadook’ mostra a batalha de uma viúva para livrar o filho de uma presença maligna saída de um livro amaldiçoado. O filme foi dirigido pela australiana Jennifer Kent e arrebanhou críticas positivas na época de lançamento.

‘A Hora Mais Escura’, lançado em 2012, é estrelado por Jessica Chastain. O longa de guerra mostra os bastidores da caçada a Osama bin Laden após os ataques de 11 de setembro de 2001. Intenso, o filme foi dirigido por Kathryn Bigelow, que em 2010 se tornou a 1ª mulher a ganhar o Oscar de direção, por ‘Guerra ao Terror’.

Quer um romance de derramar lágrimas? ‘Perfeita pra Você’ é o filme para isso. Um casal apaixonado vê seu romance iniciado na infância ameaçado por um câncer. Dirigido por Stephanie Laing, o longa mostra com humor e sensibilidade o processo de aceitação da doença – e da morte.

Natalie Portman dirige e estrela a adaptação da biografia do escritor Amos Oz: ‘De Amor e Trevas’ (2015) A produção se passa entre o fim da Segunda Guerra Mundial e os primeiros anos da criação de Israel. Natalie interpreta a mãe de Amos, uma mulher que sofre de depressão, afetada pelas perdas da guerra.

 

Notícias sobre
Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s