Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

As escravidões do Brasil

Organizadores do 'Dicionário da Escravidão e Liberdade' falam das variadas experiências de submissão e resistência dos escravos no país

Com 50 textos breves de 46 autores, Dicionário da Escravidão e Liberdade (Companhia das Letras) apresenta os mais recentes desdobramentos dos estudos históricos sobre o regime escravocrata no Brasil. Nesta entrevista a Jerônimo Teixeira, do Clube do Livro, os organizadores do livro – a antropóloga Lilia Schwarcz (USP) e o historiador Flávio Gomes (UFRJ) – discorrem sobre as variadas experiências humanas que se desenvolveram sob o regime escravocrata ao longo de quatro séculos – experiências tão variadas, argumenta Gomes, que nem se deve falar em escravidão no singular, mas em escravidões.

Instituição perversa que subjugava negros e índios, o escravismo foi, dizem os autores, inescapável no Brasil – não houve região do país ou atividade econômica que tenha ficado sem sua marca. O Dicionário atesta o acerto do abolicionista Joaquim Nabuco: “A escravidão permanecerá por muito tempo como a característica nacional do Brasil”.

Notícias sobre
Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

  1. Muitíssimo interessante a entrevista com os autores do livro. Só sugiro ao apresentador melhorar a sua dicção. Precisei voltar algumas vezes o vídeo para compreender as suas perguntas.

    Curtir