Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Devotos de Lula insistem em piorar a vida na cadeia

Às sete da manhã, o deus da seita acorda com a saudação berrada em coro pelo bando de desocupados

access_time 14 abr 2018, 11h01 - Publicado em 14 abr 2018, 11h00

Finalmente encarcerado em Curitiba, Lula descobriu que o cotidiano no xilindró pode ficar muito pior se vingarem as ideias de jerico paridas pela companheirada.

Primeiro, Lula teve de evitar que Eduardo Suplicy cumprisse a promessa de tornar-se prisioneiro voluntário e dividir com o beliche com o chefão até que o corrupto condenado recuperasse o direito de ir e vir.

No momento, o deus da seita da missa negra procura escapar do castigo inventado por Gleisi Hoffmann: sempre às sete da manhã, ele acorda com a saudação do bando de desocupados que vem dormindo na calçada em frente do prédio da Polícia Federal: ” Bom dia, presidente Lula”. Como se pudesse ser bom qualquer dia na gaiola.

Notícias sobre
Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

  1. Esse PT nunca foi um partido. O pagamento de dízimo, o endeusamento, o fanatismo radical e idéias estapafúrdias os caracterizam como uma seita religiosa. Usa da mentira e abusa da política para influenciar e ganhar poder. Felizmente houve uma pedra-lavajato no caminho. Tropeçou e caiu. Vergonhosamente.

    Curtir

  2. Mesmo lendo uma semana depois, ainda é hilário. É de morrer de rir…

    Curtir