Group 21 Copy 4 Created with Sketch.
Última Edição com Da Redação

A bomba de Palocci

O ponto crítico: partido que ganha dinheiro de “procedência estrangeira” está sujeito a cassação

access_time 8 dez 2017, 14h38 - Publicado em 7 dez 2017, 20h22

Em sua proposta de delação, o ex-ministro promete contar que o PT recebeu 1 milhão de dólares do ditador líbio Muamar Kadafi para a campanha de Lula em 2002.

 

Notícias sobre
Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

  1. Warley Ferreira Dias

    Bomba é a que tenho: Lula recebeu R$ 20 milhões do ET de Varginha.

    Curtir

  2. news da hora

    Chegou a Hora ! De a PGR tirar do forno esta delação do Palocci .

    Curtir

  3. news da hora

    Lula foi grande parceiro de Cabral e cias , portanto ele por ter falido a Petrobrás com os Petralhas e aliados vigaristas , já era para está na Papuda .

    Curtir

  4. news da hora

    Na equação do crime , Cabral faliu o Rio , e Lula o Brasil . Lula vale mais que 1000 Sergio Cabral nesta equação .

    Curtir

  5. news da hora

    Cadeia neles ! Lava jato em todos eles .

    Curtir

  6. O PT teria que ser processado e condenado pelo TSE, para ter o registro cassado.
    Ou seja, nunca vai acontecer.

    Curtir

  7. claudiomar da cruz

    O PMDB foi pego 51 milhões e não deu nada Veja…..

    Curtir