Group 21 Copy 4 Created with Sketch.
Giro VEJA com Da Redação

Familiares de assassinos ficam surpresos com crime em escola de Suzano

Avô de Guilherme o descreveu como um menino 'tranquilo'

access_time 13 mar 2019, 17h52

Os atiradores que mataram oito pessoas na manhã desta quarta-feira, na Escola Estadual Raul Brasil, em Suzano, Região Metropolitana de São Paulo, eram ex-alunos e vizinhos. Guilherme Taucci Monteiro, de 17 anos, morava com o avô e não tinha contato com os pais. Segundo o avô, ele era um menino “normal, tranquilo”. A avó de Guilherme faleceu recentemente.
Em uma casa próxima, vivia o outro assassino, Henrique de Castro, de 25 anos, que trabalhava como auxiliar de jardinagem. Os parentes de Henrique relataram que não imaginavam que ele pudesse cometer um crime. Após os disparos, os dois se suicidaram.

Notícias sobre
Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s