Clique e assine a partir de 9,90/mês

Yahoo! ultrapassa Google e lidera ranking de sites mais acessados nos Estados Unidos

Segundo relatório da ComScore, o site recebeu em julho 4,3 milhões de visitantes a mais do que o gigante de buscas

Por Da Redação - 22 ago 2013, 19h17

Depois de mais de dois anos, o Yahoo! voltou a atrair mais internautas do que o Google no mês de julho nos Estados Unidos, afirmou um relatório da ComScore, instituto de pesquisa americano, divulgado nesta quinta-feira. O número exclui acessos a partir de dispositivos móveis, como smartphones e tablets. A última vez que o Yahoo liderou o levantamento foi em maio de 2011.

Mais de 196 milhões de pessoas visitaram o Yahoo! durante o mês de julho, 21% a mais do que o registrado em julho de 2012. Segundo o instituto, o Google fechou o mesmo período com 192 milhões de visitas únicas. O levantamento deixou de fora o Tumblr, empresa adquirida recentemente pelo Yahoo!. A plataforma, um híbrido de rede social e blogs, registrou no último mês mais de 38 milhões de visitantes, de acordo com a ComScore

Leia também:

Marissa Mayer quer um logo descolado para o Yahoo!

O aumento na audiência do Yahoo! é uma resposta às recentes mudanças que a CEO da empresa, Marissa Mayer, promoveu desde que assumiu a companhia, no ano passado. Ela redesenhou a home do portal, o serviço de e-mail e previsão do tempo, e focou seus esforços em conteúdos de esporte. Também fez mudanças de design e na navegação do Flickr, sua plataforma de fotos.

Analistas acreditam que, somada a audiência de plataformas móveis, o Google continuará liderando o ranking de audiência. O instituto de métricas divulgará um relatório sobre acesso móvel na próxima semana.

Em seu último encontro com investidores, em junho, a executiva afirmou que para aumentar a receita do Yahoo será necessário seguir um passo a passo: contratar bons profissionais, desenvolver produtos inspiradores para atrair usuários, aumentar o tráfego, tornar a marca atrativa para os anunciantes e finalmente faturar.

A liderança em termos de audiência, contudo, é apenas uma pequena vitória frente ao grande desafio que Marissa tem pela frente. No segundo trimestre deste ano, a receita da companhia foi de 1,07 bilhão de dólares, quando a estimativa do mercado era de 1,08 bilhão de dólares.

Continua após a publicidade
Publicidade