Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

Vendas do e-commerce crescem 25% no Natal

Movimento relativo a compras para festas de fim de ano deve chegar a R$ 3,85 bilhões

Por Da Redação 26 dez 2013, 15h46

O faturamento do e-commerce no período do Natal cresceu 25% em comparação com o mesmo período de 2012, revelou nesta quinta-feira o presidente da Associação Brasileira de Lojistas de Shopping (Alshop), Nabil Sahyoun. Segundo estimativa da entidade, as vendas eletrônicas de Natal devem movimentar 3,85 bilhões de reais. O volume de compras, por sua vez, foi 20% maior.

Leia também:

Guia de compras na internet

Considerando dados da e-bit, empresa especializada em informações do comércio eletrônico, a Alshop calcula que, entre 15 de novembro e 24 de dezembro, 10,3 milhões de pedidos tenham sido feitos via internet, com tíquete médio de 368 reais. “No ano, o e-commerce deve movimentar 28 bilhões de reais”, estimou Sahyoun.

No primeiro semestre, o e-commerce brasileiro faturou 12,74 bilhões de reais, valor 24% superior ao registrado nos primeiros seis meses de 2012. A quantidade de pedidos eletrônicos aumentou 20% no período, chegando a 35,54 milhões de reais.

O destaque, segundo Sahyoun, vai para o segmento de vestuário. “Acreditava-se que o setor de vestuário não teria muito crescimento nas vendas pelas internet e foi justamente um dos que mais cresceram”, afirmou. De janeiro a junho de 2013, a categoria Moda e Acessórios teve um aumento de 13,7% em relação ao volume total de pedidos eletrônicos.

Estados Unidos – A Amazon anunciou nesta quinta-feira uma temporada de festas “recorde”, mas, segundo a imprensa americana, algumas empresas de entrega ficaram sobrecarregadas pelo aumento das compras on-line e não puderam entregá-las a tempo para o Natal. “Em conjunto, a temporada de festas 2013 foi a melhor da história de Amazon”, afirma o grupo em um comunicado.

Apesar de não apresentar cifras globais, o grupo informou que recebeu 36,8 milhões de pedidos globais no dia 2 de dezembro, na “cyber Monday”, a segunda-feira após o feriado de Ação de Graças, tradicionalmente o dia mais movimentado do ano para o comércio na internet.

(Com Estadão Conteúdo e agência France-Presse)

Continua após a publicidade


Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo de VEJA. Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app (celular/tablet).

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.



a partir de R$ 39,90/mês

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet. Edições de Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)