Clique e assine com 88% de desconto

Twitter confirma: microblog foi bloqueado no Egito

Protestos contra Hosni Mubarak foram inspirados em revolução na Tunísia

Por Da Redação - 26 jan 2011, 09h24

O Twitter confirmou na noite da última terça-feira que seu serviço foi bloqueado no Egito – onde milhares de pessoas foram às ruas para protestar contra o governo de 30 anos do presidente Hosni Mubarak. Duas mensagens publicadas pela equipe de relações públicas do microblog confirmam o fato. Durante as manifestações, o site foi utilizado para espalhar mensagens contra o atual governante.

“Podemos confirmar que o Twitter foi bloqueado no Egito. Isso impactou o site e suas aplicações”, informou o primeiro tweet feito pela equipe do site. Logo em seguida, a segunda frase apareceu na conta oficial do serviço: “Acreditamos que a troca aberta de informações e opiniões beneficia sociedades e ajuda um governo a ter um contato melhor com o povo”.

Os egípcios, inspirados no movimento popular da Tunísia que causou a saída do presidente Ben Ali, saíram às ruas do Cairo e de outras cidades do país para protestar contra Mubarak. Os manifestantes gritavam “Fora Mubarak!” e “A Tunísia é a solução!” diante das tropas do governo.

O Twitter e a rede social Facebook desempenharam um importante papel na revolta tunisiana, ajudando a manter a coesão entre os manifestantes e informando o resto do mundo sobre a situação do país.

Publicidade

(Com agências Reuters e AFP)

Publicidade