Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Tubarões ‘enviam tuítes’ para alertar banhistas na Austrália

Cientistas do país desenvolvem transmissores que, conectados aos peixes, permitem avisar pelo Twitter quando os animais estão próximos à costa

Cientistas australianos e profissionais ambientais da Surf Life Saving Western Australia (SLSSWA, sigla em inglês do Serviço de Salva-Vidas da Austrália) desenvolveram uma medida tecnológica para proteger banhistas e surfistas da Austrália dos temidos tubarões da região. Cerca de 330 animais receberam transmissores que avisam, por meio de um perfil no Twitter, quando os peixes estão a um quilômetro da costa.

Depois de algumas semanas em fase de testes, a inciativa começou a funcionar para valer em 2014: oito alertas foram enviados aos mais de 22.000 seguidores do perfil nesta sexta-feira. Ao todo, houve dois salvamentos e 25 auxílios aos banhistas. O sinal emitido pelos tubarões é transformado em mensagens de até 140 caracteres que descrevem o tipo de animal, localização, horário – e a distância da costa, evitando assim que banhistas corram risco de vida.

A Austrália é um dos países com maior incidência de mortes relativas a tubarões. Em novembro, um surfista morreu depois de um ataque de tubarão branco em uma das praias do sudoeste do país, o que estimulou a criação de uma petição da associação de surfistas da região pedindo ao governo australiano que todos os tubarões com mais de três metros de comprimento fossem sacrificados.

Confira a seguir alguns dos alertas emitidos (em inglês) pelo perfil:

https://storify.com/veja/tuites-enviados-por-tubar-es-na-australia/embed?template=slideshow&border=false