Clique e assine a partir de 9,90/mês

Transformação digital das empresas gera novas necessidades tecnológicas

Companhias tiveram que se adaptar rapidamente para digitalizar serviços durante a pandemia, porém outras demandas surgiram nesse processo

Por Abril Branded Content - Atualizado em 30 jul 2020, 17h31 - Publicado em 31 jul 2020, 10h00

O distanciamento social causado pela pandemia da Covid-19 obrigou as empresas a repensar seus negócios e migrar para um modelo mais digital, ágil e remoto. A adoção do home office, a digitalização de processos ou mesmo a transformação do modo de consumo, segundo a consultoria IDC Brasil, são mudanças que trarão resultados positivos no curto e médio prazo, com o aumento no uso de tecnologias. Uma das recomendações da consultoria para os executivos de negócios, atualmente, é investir na transformação digital, buscando infraestruturas e plataformas modernas, baseadas em nuvem, que permitam trabalho remoto, gerenciamento, segurança e agilidade.

Aquelas companhias que ainda eram resistentes a essas mudanças já viram nesse novo cenário a importância e as vantagens dessa implementação. Todo o processo precisou ser descentralizado, e as empresas passaram a existir virtualmente, possibilitando que sua unidade física fosse consolidada em qualquer lugar que seus colaboradores estivessem. Nesse contexto, porém, outras necessidades surgiram. A gestão da tecnologia da informação das grandes companhias, por exemplo, passou a ter problemas com a distribuição de aparelhos de informática. Para solucionar essa demanda e facilitar a transformação digital para os negócios, a Oi Soluções lançou recentemente a Oi Informática. Trata-se de uma oferta de PC as a Service (PCaaS), um modelo de serviço para a locação de equipamentos para clientes corporativos.

A plataforma foi criada para atender grandes empresas, públicas ou privadas e de todos os segmentos de atuação, que queiram reduzir custos com a aquisição, manutenção e suporte técnico de equipamentos como desktops, notebooks e tablets. Essa alternativa permite que as companhias mantenham seus parques de hardware atualizados sem a necessidade de fazer um investimento alto para comprar o seu próprio equipamento, evitando também custos de manutenção e atualização.

“O parque de equipamentos de microinformática instalado nas empresas exige atualização e reposição constantes, o que requer uma gestão dedicada, além de gerar custos com aquisição e reposição de peças. Com a nossa solução, grandes empresas revertem esse cenário de despesas com ativos de suporte ao negócio”, diz Rodrigo Shimizu, diretor de marketing da Oi Soluções.

Continua após a publicidade

No portfólio de equipamentos, a Oi Informática possui três modalidades de desktops: básica, intermediária e avançada. O que diferencia cada uma delas são CPU, memória, drive rígido e monitor. Os notebooks seguem a mesma linha, com exceção dos laptops da categoria avançada, que possuem o drive em estado sólido como item acrescentado à configuração.

Já o serviço inclui a entrega, a instalação e a remoção de máquinas com as configurações desejadas, além do atendimento help desk para a realização de reparos em hardwares e softwares e detecção e diagnóstico de falhas. Seja no espaço físico do cliente ou remotamente, via telefone ou internet.

Presente nas maiores empresas públicas e privadas do país, a Oi Soluções opera com mais de 1 500 executivos focados em atender exclusivamente o mundo corporativo. Tem portfólio completo e integrado de Segurança, IoT, Big Data & Analytics, Cloud & Data Center e Serviços Gerenciados, além da conectividade de dados e voz. Com presença nacional e atuação regionalizada para atender às necessidades específicas de cada mercado, possui hoje 57 000 empresas dos mais variados setores em sua carteira de clientes.

Publicidade