Clique e assine a partir de 9,90/mês

Steve Jobs reaparece e apresenta novo iPad

Executivo suspende licença médica e lança nova versão do tablet da Apple na Califórnia

Por Da Redação - 2 mar 2011, 15h09

Steve Jobs, CEO da Apple, interrompeu sua licença médica e abriu, às 15h (horário de Brasília) desta quarta-feira, evento da empresa em São Francisco, na Califórnia. O executivo reapareceu para apresentar ao mercado mundial o novo modelo do tablet iPad, que vinha provocando grande expectativa entre analistas de tecnologia e consumidores.

Conheça o aplicativo de VEJA para iPad

A apresentação ratificou boatos acerca das configurações do novo tablet, que apontavam que ele seria mais fino, leve e ágil. “O que é o iPad 2?”, indagou de forma retórica um magérrimo Jobs, logo após subir ao palco do Yerba Buena Center for the Arts. “É um produto novo, dramaticamente mais rápido.” E arrematou: “2011 será o ano do iPad 2.”

Continua após a publicidade

O dispositivo conta com processador A5 (dual-core), nove vezes mais rápido para processamento gráfico, e duas câmeras de vídeo (uma frontal e outra traseira). Ele é 33% mais fino (passou de 13,4 para 8,8 milímetros), o que o faz menos espesso do que o iPhone 4. Outra novidade: o tablet será comercializado também na cor branca. Ele usará o sistema operacional iOS 4.3, a mais recente versão.

O iPad 2 conta com uma saída HDMI, que permite a conexão com a TV para a exibição de vídeos em alta resolução. O cabo para a transferência de dados é vendido separadamente, custa 39 dólares e possui uma adaptação para porta USB. Continue a ler a reportagem.

Com menos de um centímetro de espessura, iPad 2 terá versão branca
Com menos de um centímetro de espessura, iPad 2 terá versão branca VEJA

Jobs garantiu que o iPad 2 será lançado no dia 11 março nos Estados Unidos. Os preços para a versão WiFi são: 499 dólares (16 GB), 599 dólares (32 GB) e 699 dólares (64 GB). Os aparelhos que permitem ainda conexão 3G são mais caros: 629 dólares (16 GB), 729 dólares (32 GB) e 829 dólares (64 GB).

Outros 26 mercados receberão o item no dia 25 de março. Detalhe: o Brasil está fora da lista.

Continua após a publicidade

Faturamento em alta – Durante a apresentação, o executivo anunciou alguns números que ajudam a explicar a expectativa em torno do lançamento. Em 2010, a Apple vendeu 15 milhões de unidades. Faturou, com isso, nada menos do que 9,5 bilhões de dólares.

Jobs exibiu ainda outros números expressivos. O iPad domina o mercado de tablets, com 90% de participação, e conta com 65.000 aplicativos especialmente feitos para ele. “O iPad vendeu mais do que todos os tablets juntos venderam na história”, disse.

Jobs, a surpresa – A estrela aguardada para o dia era o iPad. Mas Steve Jobs mais uma vez roubou a cena. Sua aparição surpresa foi recebida com entusiasmo pela plateia, que o aplaudiu de forma entusiasmada, de pé, descreveu o site da revista especializada Wired. Diante da reação, o executivo explicou sua presença: “Trabalhamos nesse produto por muito tempo e eu não quis perder isto.”

Esta é a segunda licença médica de Jobs, desde que ele reassumiu o cargo de CEO da empresa, em 1997. Em 2009, ele se afastou em função de um transplante de fígado. Seu histórico de complicações médicas também inclui um tumor no pâncreas, anunciado em 2004. Jobs não divulgou o motivo de sua licença média atual.

Publicidade