Clique e assine a partir de 9,90/mês

Steve Jobs não é mais CEO da Apple

Tim Cook assumirá a função de presidente-executivo

Por Da Redação - 24 ago 2011, 19h57

Steve Jobs, fundador da Apple, anunciou nesta quarta-feira seu afastamento do controle da companhia que ajudou a criar em 1976. Tim Cook, braço direito do executivo, passa a atuar interinamente como presidente-executivo da empresa. Leia abaixo a carta de Jobs anunciando seu afastamento.

Os detalhes da saída ainda não foram esclarecidos. A hipótese mais provável, contudo, é que o afastamento se deva aos problemas de saúde vividos por Jobs.

Em 2004, ele recebeu diagnóstico de tumor no pâncreas. Desde então, sua saúde começou a se deteriorar, interferindo na participação do executivo na empresa. Em 2009, Jobs passou por um transplante de fígado e, em janeiro, de 2010, afastou-se temporariamente, deixando Tim Cook no controle dos negócios.

Até agora, Cook, de 50 anos, atuava como o chefe de operações da companhia, responsável por tomar as decisões na ausência de Jobs – que continua na Apple como líder do conselho de diretores. Há 13 anos na empresa, Cook foi eleito pelo conselho como sucessor de Jobs.

Continua após a publicidade

A Apple é a segunda empresa mais valiosa do planeta, com um valor de mercado de 346,74 bilhões de dólares, logo atrás da Exxon Mobile, que vale atualmente cerca de 349 bilhões de dólares. Em agosto, a companhia de Steve Jobs chegou a ficar, mesmo que por algumas horas, no topo do ranking mundial.

Em 2010, a Apple anunciou lucro de 14 bilhões de dólares, com faturamento de 65 bilhões de dólares. A companhia mantém 50.000 funcionários, incluindo as equipes de suas mais de 320 lojas espalhadas pelo mundo.

Leia a seguir a carta de Jobs:

Eu sempre disse que se um dia sentisse que não podia mais cumprir meus deveres e atender minhas expectativas como CEO da Apple seria o primeiro a informá-los. Infelizmente, esse dia chegou.

Continua após a publicidade

Tenho a honra de renunciar ao cargo de CEO da Apple. Eu gostaria de assumir, se o Conselho julgar conveniente, o papel de conselheiro, diretor e funcionário da empresa.

Quanto a meu sucessor, recomendo que executemos nosso plano de sucessão, nomeando Tim Cook como CEO da Apple.

Eu acredito que os dias brilhantes e mais inovadores da Apple ainda estão por vir. E eu sigo ansioso para assistir a isso e contribuir para esse sucesso em um novo papel.

Fiz alguns de meus melhores amigos de toda a vida na Apple e agradeço a todos pelos anos em que pude trabalhar ao lado de vocês.

Continua após a publicidade

Steve

Publicidade