Clique e assine a partir de 9,90/mês

Sony assegura que dados bancários de usuários do PSN estão codificados

Na quarta-feira, a Sony indicou que as informações pessoais de 77 milhões de usuários do PlayStation Network poderiam ter vazado em um ataque virtual

Por Da Redação - 29 abr 2011, 08h22

A Sony afirmou nesta sexta-feira que os dados bancários dos usuários de sua plataforma online de videogames PSN, que sofreu uma “invasão” de hackers, estão encriptados, e insistiu que, por enquanto, não há provas de que tenham sido roubados.

A gigante japonesa indicou em seu site, no entanto, que também não pode descartar a possibilidade de os dados estarem em poder de piratas virtuais.

A empresa também reconheceu que outras informações pessoais, como nomes, e-mails e contra-senhas, não estavam codificadas.

Na quarta-feira, a Sony indicou que as informações pessoais de seus 77 milhões de usuários da rede online de videogames PlayStation Network (PSN) poderiam ter vazado em um ataque virtual, incluindo números de cartões de crédito, pelo que recomendou que as pessoas observem seus extratos bancários.

Continua após a publicidade

O ataque também afetou o serviço Qriocity, lançado em 2010 e que permite baixar e reproduzir filmes e músicas através de modelos do televisor Bravia, do reprodutor de Blu-ray e do home theater fabricados pela Sony.

A companhia assinalou que trabalha em cooperação com as autoridades judiciais para encontrar os responsáveis pelo ataque à rede online do PlayStation, que tem usuários em cerca de 60 países, e ao Qriocity.

As plataformas ficaram fora do ar na semana passada após a empresa descobrir o ataque, ocorrido entre 17 e 19 de abril. A empresa espera restabelecer o PSN e o Qriocity em aproximadamente uma semana, assim que tiver certeza da segurança de ambos.

(Com agência EFE)

Publicidade