Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Site Megaupload sai do ar após denúncias de pirataria

Presos pelo FBI, funcionários do serviço podem passar 20 anos na cadeia

Sete pessoas responsáveis pelo site Megaupload foram presas nesta quinta-feira pelo Departamento de Justiça dos Estados Unidos e pelo FBI. De acordo com o comunicado divulgado pelas agências, os operadores da página são acusados de colaborar com a pirataria de conteúdo protegido e lavagem de dinheiro – se condenados, os responsáveis podem pegar até 20 anos de prisão.

“Sites como o Megaupload, por exemplo, já custaram mais de meio bilhão de dólares aos proprietários de direitos autorais no país”, explicou o Departamento de Justiça no relatório emitido após a operação. “Nosso objetivo foi apontar o uso indevido de um site de armazenamento de conteúdo público para cometer crimes de propriedade intelectual.”

A página em questão era utilizada para o armazenamento de arquivos na rede. O que chamou a atenção do FBI foi a crescente adição ao serviço de conteúdo como filmes e músicas protegidas por leis de direito autoral – abertamente distribuídos aos usuários cadastrados, ou não, do serviço.

As prisões foram efetuadas na Nova Zelândia, Alemanha e Estônia com o auxílio das autoridades locais. Entre os presos está o neozelandês Kim Schmitz, também conhecido como “Kim Dotcom”, responsável pela administração do site. Aproximadamente 50 milhões de dólares em ativos da empresa foram apreendidos na operação.