Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Samsung quer relógio inteligente para concorrer com iWatch

Descrição aponta para dispositivo capaz de se conectar à internet, enviar mensagens e receber ligações

Por Da Redação 6 ago 2013, 16h34

A sul-coreana Samsung enviou no final de junho um pedido de patente para a criação de um relógio inteligente, capaz de se conectar à internet, trocar mensagens e receber ligações. O documento, descoberto nesta terça-feira pelo site holandês Galaxy Club, detalha um produto chamado Galaxy Gear, que deve ser utilizado ao “redor do pulso” do usuário. Para aumentar a abrangência da patente, a companhia optou por detalhar o dispositivo de duas formas diferentes – um procedimento normal para evitar mal entendidos e até mesmo o registro de projetos semelhantes por empresas concorrentes. A descrição utilizada é bem similar a do iWatch, o relógio da rival Apple que pode ser apresentando ainda neste ano.

Leia também:

Apple registra marca iWatch no México, Taiwan e Turquia

Os próximos lançamentos da Apple em 2013

iPhone 5C ou iWatch? Qual é a grande novidade da Apple

O relatório, enviado ao Escritório de Marcas e Patentes dos Estados Unidos, traz a seguinte descrição: “Dispositivo eletrônico digital no formato de relógio ou pulseira, capaz de fornecer acesso à internet, receber chamadas e trocar e-mails. Dispositivo eletrônico portátil no formato de um relógio ou pulseira, capaz de receber dados via rede sem fio, armazenar/transmitir dados e mensagens e gerenciar informações pessoais.”

Captura de tela do documento preenchido pela Samsung
Captura de tela do documento preenchido pela Samsung VEJA

A inciativa da Samsung bate de frente com os planos da Apple, que procura não causar alarde sobre seu produto. De acordo com o site americano AppleInsider, a companhia registrou em 2011 uma patente que prevê a criação de um dispositivo com tela flexível para ser usado no braço do usuário. O documento, também preenchido no Escritório de Marcas e Patentes dos Estados Unidos, foi divulgado no começo de 2012 e aponta para o uso de protocolos de comunicação com redes sem fio. As informações reforçam a ideia de que a companhia estaria apostando na criação de um aparelho com a mesma capacidade de seus iPods da linha Touch, ou mesmo dos iPhones. Em julho, a Apple começou a registrar a marca iWatch em diversos países, incluindo Japão, Rússia, Jamaica, México, Taiwan e Turquia.

Os relógios inteligentes não são novidade. Em janeiro de 2012, durante a feira anual de tecnologia Consumer Electronics Show, que ocorre nos Estados Unidos, a japonesa Sony e a italiana I’m Watch exibiram eletrônicos da mesma categoria, capazes de rodar versões adaptadas do sistema operacional móvel do Google, o Android. Apesar de não estarem mais no mercado, nada impede que os dispositivos voltem às lojas embalados pela popularidade dos novos rivais.

Continua após a publicidade
Publicidade