Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Redes 5G serão destaque em feira de tecnologia de Las Vegas

Novidade que deve substituir o 4G dentro de alguns anos será uma das atrações da Consumer Electronics Show (CES) de 2017

Um dos maiores eventos de tecnologia do mundo, a Consumer Electronics Show (CES) chega à sua 50ª edição em 2017. Realizada anualmente em Las Vegas, nos Estados Unidos, a feira serve como um termômetro das novidades do mundo da tecnologia e tem a presença de grandes empresas, como Samsung, LG, Intel e Sony.

Oficialmente, a CES só começa na quinta-feira, mas a partir desta quarta-feira, as empresas de tecnologia vão realizar suas coletivas de imprensa, para anunciar as novidades. Ao todo, a feira deverá ter cerca de 240.000 metros quadrados de estandes de exibição. Uma das atrações deve ser as inovações sobre redes 5G – padrão de conectividade móvel que deve substituir o 4G em alguns anos.

Atrações

Em 2017, a feira deve dar sequência às novidades nas áreas de televisores, casas conectadas, dispositivos vestíveis, celulares e Pcs. Principal área na CES 2016, o setor automotivo deverá ter grande destaque na feira deste ano. Já estão previstas conferências de empresas como Fiat Chrysler, Toyota e Hyundai, que devem trazer novidades sobre seus modelos de veículos sem motoristas. Mesmo sem ter uma coletiva agendada, a Ford já prometeu apresentar uma nova versão autônoma do Fusion.

Veja também

Outra questão que deve marcar as discussões desse ano na CES é a de redes 5G.  Mais rápido e com menor consumo de energia, o 5G é considerado por especialistas do setor como uma tecnologia vital par a o desenvolvimento de áreas como Internet das Coisas e casas conectadas. A tecnologia do 5G também será um dos principais temas da apresentação de Steven Mollenkopf, presidente executivo da Qualcomm.

Mesmo sem ter uma apresentação oficial ou estande na CES, a Amazon deve ser um dos grandes destaques do evento neste ano, graças ao Amazon Echo, sua central de casa conectada que vendeu cerca de 5 milhões de unidades em 2016. A expectativa de analistas é que inúmeros fabricantes estejam prontos para anunciar produtos integrados ao sistema da Amazon.

(com Estadão Conteúdo)