Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

Receita do Alibaba decepciona e ações despencam

Resultado inesperado fez papeis caírem mais de 10% nesta quinta-feira

Por Da Redação - 29 jan 2015, 19h56

Depois do grupo chinês Alibaba anunciar nesta quinta-feira uma receita trimestral inferior à esperada pelos analistas, as ações do gigante asiático de comércio eletrônico desabaram na Bolsa de Nova York – chegaram a cair mais de 10% e fecharam em baixa de 8,78%. Foi o pior desempenho dos papéis desde que o Alibaba estreou no mercado financeiro americano. A expectativa era de crescimento da receita da empresa para 4,45 bilhões de dólares nos últimos três meses de 2014, mas a companhia divulgou o número de 4,22 bilhões de dólares. A diferença de valores reflete uma desaceleração inexperada nas compras de fim de ano.

Leia também:

Gigantes chineses de tecnologia e internet estão chegando

Segundo o analista Tian Hou, da consultoria de investimentos chinesa TH Capital, de Pequim, depois que o Alibaba anunciou seus planos de expansão em 2014, o natural seria haver redução do lucro e um aumento considerável da receita. O que ocorreu foi o oposto. A queda das ações, afirmou Hou, é reflexo dessa quebra de expectativa.

Publicidade

Os resultados foram publicados em momento delicado para o Alibaba. A companhia está em embate com o governo chinês, que a acusa de falhar em combater a venda de produtos falsificados e proibidos no seu site. Em resposta, a empresa afirma que está “disposta a assumir a responsabilidade de lutar contra os (bens) falsos” e que seus esforços “estão longe de finalizados”. O grupo também criticou os métodos de inspeção das agências chinesas e disse que as acusações são enviesadas.

( Com Estadão Conteúdo e Reuters )

Publicidade