Clique e assine a partir de 8,90/mês

Pela 1ª vez, Google entra no “top 10” das empresas que mais obtêm patentes

Com 2.566 registros em 2014, companhia ocupa 8º lugar. IBM é líder há 22 anos

Por Da Redação - 12 jan 2015, 17h07

O Google segue firme com o projeto de, ano a ano, aumentar o seu estoque de patentes. Em ranking divulgado nesta segunda-feira pelo IFI Claims Patents Services, órgão que concede os registros nos Estados Unidos, a empresa aparece na oitava posição com 2.566 patentes obtidas em 2014 – são 715 a mais do que no ano anterior.

É a primeira vez que a companhia de Larry Page e Sergey Brin figura entre as dez mais do ranking. Em 2011, a empresa não figurava nem entre as 50 instituições com mais registros; em 2012, pulou para a 21ª posição e, em 2013, estava na 11ª.

O crescimento na lista evidencia o desejo da marca de expandir sua atuação a partir da inovação. E as patentes não se restringem à área da internet: há registros em campos tão distintos quanto teclados projetados a laser e câmeras para lentes de contato.

A Apple segue a mesma lógica. Com 2.003 patentes registradas no ano passado, a empresa de Tim Cook subiu da 13ª para a 11ª no ranking da IFI com planos de construir telefones dobráveis e aprimorar os recursos de seus relógios inteligentes.

Apesar do esforço de Apple e Google, as companhias ainda estão longe do topo do ranking das patentes nos Estados Unidos, que pertence à IBM há 22 anos. No ano passado, a companhia registrou nada menos do que 7.534 patentes com foco em tecnologias de segurança e computação cognitiva. Foi a primeira vez que uma empresa superou a marca de 7.000 registros no país em um único ano.

As demais companhias que ocupam o top 5 do ranking foram as mesmas da lista de 2013: Samsung (com 4.952 patentes registradas), Canon (4.055), Sony (3.224) e Microsoft (2.829). No total, de acordo com a IFI, foram concedidas cerca de 300.000 patentes nos Estados Unidos no ano passado – um crescimento de 8% em relação a 2013.

Continua após a publicidade
Publicidade