Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

“Pai” do Google+ dá adeus à rede social – que não decolou

Vic Gundotra usa o próprio serviço para anunciar saída do gigante de buscas

O indiano Vic Gundotra, vice-presidente de engenharia do Google e responsável pela criação do Google+, anunciou nesta quinta-feira que está deixando a empresa. O executivo, há seis anos na companhia, usou seu perfil na rede social para oficializar seu desligamento, mas se limitou a dizer que busca “novos projetos profissionais”.

Opinião:

Google+ em 2014: é vai ou racha

Twitter, Facebook e Google travam a #batalha das hashtags

Gundotra chegou ao Google em 2008, depois de passar pela Microsoft. No Google, foi o idealizador de um dos principais eventos anuais da companhia, o Google I/O, e o responsável por conceber o Google+, um dos projetos mais ambiciosos da empresa.

Larry Page, CEO e um dos cofundadores do Google, comentou a saída do executivo. “Vic construiu o Google+ do zero. Existem poucas pessoas com habilidade e coragem para começar algo como isso. Sou muito grato pelo seu trabalho árduo e apaixonado”, afirmou.

Recentemente, o Google+ revelou ter ultrapassado a marca de meio bilhão de usuários ativos – o Facebook, seu maior rival, conta com 1,28 bilhão de cadastrados -, mas passa por dificuldades para se manter como uma rede social relevante. Em 2013, mais de quarenta recursos foram introduzidos no serviço, da publicação de gifs animados à personalização de URL de perfis (caso de VEJA com http://google.com.br/+veja).

A ideia era motivar os usuários a trocar os “likes” da rede de Mark Zuckerberg pelo recurso “+1″, versão do botão curtir no Google+. Pouco adiantou, provam os números: os usuários não navegam no Google+ mais do que 2% do tempo que dedicam ao Facebook.