Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

ONG de privacidade diz que Skype é vulnerável

Bisbilhoteiros conseguiriam compreender até 90 por cento das conversas

Por Da Redação 16 mar 2011, 21h06

O Skype, serviço de telefonia e videoconferência via internet, foi considerado inseguro pela ONG Privacy International, grupo que zela pela privacidade individual em todo o mundo. De acordo com o que a instituição divulgou nesta terça-feira, algumas grandes falhas merecem cuidados urgentes.

Um dos problemas destacados no serviço de comunicação é a tecnologia usada para transformar o áudio em dados que são transmitidos entre computadores e celulares. A Privacy International afirma que, caso os dados sejam interceptados, um bisbilhoteiro conseguiria entender entre 50% e 90% do que é dito nas conversas.

Além disso, o download do programa gratuito através do site do Skype não utiliza uma conexão segura – em que as letras HTTPS aparecem antes do endereço do site, no lugar de HTTP. Isso permite, segundo a ONG, que pessoas mal-intencionadas consigam substituir o arquivo que as pessoas baixam no computador. Ou seja, enquanto acham que estão baixando e instalando o Skype em seus computadores, usuários podem estar salvando um programa malicioso. A Privacy International acrescenta que conhecidos serviços de internet, como o Gmail – e-mail do Google -, o Facebook e o Twitter, usam uma conexão segura para transações mais sensíveis.

O Skype é utilizado por 145 milhões de pessoas por mês e, nas horas de pico, pode ter 29 milhões de usuários conectados ao mesmo tempo.

Continua após a publicidade
Publicidade