Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

OCDE: 67% dos estudantes brasileiros de 15 anos confundem fato e opinião

Média de alunos dos outros 79 países estudados é de 53%

Por Sabrina Brito 17 Maio 2021, 10h25

Um relatório da Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) divulgado no começo do mês revelou que 67% dos estudantes de 15 anos do país não é capaz de distinguir fato de opinião ao fazer a leitura de textos. A média dos outros países analisados foi menor, de 53%.

De acordo com o relatório, intitulado “Leitores do século 21: Desenvolvendo habilidades de alfabetização em um mundo digital”, a organização traz à tona a necessidade de se ensinar os jovens a filtrar as (muitas) informações com que são bombardeados, sobretudo via redes sociais. Afinal, com a substituição de meios de comunicação tradicional (como jornais e revistas), cujas publicações costumam ser bem apuradas, pelas tecnologias digitais, é importante que o próprio leitor saiba diferenciar verdade de mentira, fato de opinião.

Ainda segundo o documento, é preocupante que a desinformação propagada pela internet (e a falta de habilidade em reconhecê-la) culmine na polarização política, na diminuição da confiança em instituições públicas e na descredibilização da democracia.

É importante assinalar que, entre os países da OCDE, apenas cerca de 40% dos currículos escolares abordam a alfabetização digital, ferramenta importante para ajudar o internauta a lidar bem com o ambiente virtual.

Continua após a publicidade
Publicidade