Assine VEJA por R$2,00/semana
Continua após publicidade

Nintendo admite ter sido vítima de ataque virtual criminoso

Ação não teria comprometido informações dos clientes de serviço de games

Por Da Redação
6 jun 2011, 12h28

O escritório da Nintendo nos Estados Unidos afirmou nesta segunda-feira que os servidores da companhia de games foram alvo de ataques virtuais criminosos há algumas semanas. Apesar da ação, nenhum dado dos clientes do serviço teria sido furtado.

“O servidor não continha informações de nossos consumidores. A proteção desses dados é nossa prioridade”, afirmou a empresa no comunicado. “Estamos constantemente monitorando esses serviços.”

No domingo, o grupo hacker Lulzsec postou mensagem no Twitter afirmando que havia invadido o sistema da Nintendo. O grupo é o mesmo que invadiu servidores da Sony Pictures Entertainment na semana passada e que alega ser responsável por ações contra o canal de TV americano PBS e a Fox.com. O grupo disse ainda que acessou um arquivo do sistema da Nintendo, mas que “não queria causar mal à empresa”. A brecha de segurança já teria sido corrigida.

Em abril, problema semelhante ocorreu nos servidores da Sony, expondo dados de mais de 100 milhões de usuários das redes PlayStation Network e Sony Online Entertainment. Nenhum grupo assumiu autoria pela invasão.

Nesta terça-feira, a Nintendo deve apresentar seu novo console de videogames, o sucessor do Wii. O dispositivo será o primeiro console doméstico da marca a chegar ao mercado em cinco anos.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

O Brasil está mudando. O tempo todo.

Acompanhe por VEJA.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou

Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.