Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

MySpace corta quase metade de seus funcionários

Objetivo é acelerar recuperação financeira do site deficitário

Por Da Redação 11 jan 2011, 17h18

A rede social MySpace, com sede em Los Angeles, anunciou nesta terça-feira o corte de 500 postos de trabalho – o que corresponde a 47% de seu efetivo. As demissões incluem representações internacionais, responsáveis por conduzir os interesses da empresa fora dos Estados Unidos.

“Hoje, mudanças duras, mas necessárias, foram tomadas a fim de proporcionar à empresa um caminho livre para o crescimento sustentável e a rentabilidade”, afirmou o presidente-executivo da empresa, Mike Jones, em comunicado. “A nova estrutura organizacional vai nos permitir avançar com mais agilidade, desenvolver produtos mais rapidamente e atingir uma maior flexibilidade do lado financeiro”, disse.

Os cortes foram realizados para acelerar a recuperação do site, hoje deficitário. Em novembro de 2010, Chase Carey, vice-presidente operacional da News Corp, dona do MySpace, afirmou a investidores que a rede teria “trimestres, e não anos” para se recuperar da situação.

O MySpace já registrou algumas das maiores taxas de crescimento entre os sites mundiais, mas foi superado pelo Facebook. Atualmente, ele diz contar com cerca de 150 milhões de usuários.

(Com AFP)

Continua após a publicidade

Publicidade