Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Microsoft amplia segurança para usuários do Outlook.com e SkyDrive

Mensagens serão criptografadas com o objetivo de evitar espionagem

Por Claudia Tozetto 6 dez 2013, 14h07

A Microsoft anunciou que aumentará a segurança dos dados enviados pelos usuários por meio de seus serviços, como o e-mail gratuito Outlook.com e o serviço de backup em nuvem SkyDrive. O anúncio ocorre meses após as denúncias feitas por Edward Snowden, ex-consultor da CIA, de que a agência de segurança americana NSA espionou comunicações de cidadãos americanos e estrangeiros.

Leia também:

NSA nega invasão ilegal em tráfego do Google e do Yahoo

Conheça doze aplicativos para proteger suas senhas

Com a mudança, todas as comunicações enviadas pelos usuários ou recebidas a partir de servidores da Microsoft serão criptografadas. A mudança também vale para os usuários do Hotmail, que tiveram suas contas transferidas para a plataforma Outlook.com em maio de 2013. Nesse processo, as informações são codificadas antes da transmissão entre o computador e o servidor. Somente a empresa que presta o serviço e o computador do usuário têm a chave necessária para decodificar as informações. A tecnologia já é amplamente adotada para assegurar transações em sites de comércio eletrônico.

O tipo de criptografia adotada pela Microsoft utiliza a tecnologia Perfect Forward Secrecy, que gera chaves criptográficas temporárias. Isso significa que, mesmo que um invasor obtenha a chave e intercepte as informações enviadas pelo usuário para o site em múltiplos acessos, não será capaz de decodificá-las.

De acordo com a Microsoft, as medidas terão impacto em todos os seus serviços on-line, inclusive aqueles oferecidos para empresas, como o Windows Azure e o Office 365. Uma parte das medidas terá efeito imediato, enquanto outras serão implementadas ao longo dos próximos meses. A empresa espera concluir o projeto em meados de 2014.

Além das comunicações entre os usuários de serviços da Microsoft, a empresa pretende estabelecer parcerias com outros provedores de e-mail. Dessa forma, o sigilo de uma mensagem enviada por um usuário do Gmail para alguém com uma conta do Outlook.com, por exemplo, estará seguro contra qualquer tipo de interceptação. Atualmente, mesmo que o usuário utilize um serviço de e-mail que criptografe os dados, está sujeito à interceptação quando envia e-mails para terceiros.

A decisão da Microsoft de aumentar a segurança dos usuários repete medidas adotadas pelo Google em junho. De acordo com o jornal The Washington Post, a empresa acelerou sua iniciativa para criptografar toda a comunicação entre os usuários e seus data centers próprios localizados pelo mundo. O Yahoo também aumentou a segurança das informações de usuários de seus serviços nos últimos meses.

Continua após a publicidade

Publicidade