Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Mark Zuckerberg editou texto sobre WhatsApp para poupar governo, diz jornal

Primeira postagem falava em "ajudar o governo a refletir a vontade do povo". Depois, baixou o tom: "Se você for brasileiro, faça sua voz ser ouvida”"

O desabafo feito por Marck Zuckerberg, cofundador e CEO do Facebook, sobre a bloqueio do WhatsApp no Brasil, foi um dos textos mais compartilhados e comentados desta semana. No entanto, poucas pessoas notaram que o texto foi posteriormente editado, com uma mudança significativa. Zuckerberg escreveu no trecho final de sua primeira postagem, na madrugada de quinta-feira, “Se você é brasileiro, por favor faça sua voz ser ouvida e ajude seu governo a refletir a vontade do povo”. Já nesta sexta-feira, o fim do texto não faz mais qualquer menção ao governo: “Se você for brasileiro, faça sua voz ser ouvida”, diz a mensagem atual.

Leia também:

Bloqueio do WhatsApp ocorreu por causa de traficante ligado ao PCC, diz site

Com WhatsApp bloqueado, concorrente celebra – mas entra em colapso

Bloqueio do WhatsApp no Brasil ganha destaque na mídia global

De acordo com a coluna Painel, do jornal Folha de S. Paulo, a mudança atendeu a um pedido especial de Brasília, depois de o Planato levar um susto com a forte reação nas redes sociais. Um “emissário palaciano” teria explicado a situação a Zuckerberg, que editou o texto, de acordo com o jornal.

Ainda na tarde de quinta-feira, uma liminar derrubou o bloqueio do Whatsapp e Zuckerberg voltou ao Facebook, que recentemente comprou o aplicativo de mensagens, para comemorar. “WhatsApp está de volta no Brasil! Suas vozes foram ouvidas e o bloqueio foi suspenso. Obrigado à nossa comunidade pela ajuda para resolver isso!”

(da redação)