Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Mapeamento de DNA do girassol pode transformar plantas em etanol

Uma pesquisa liderada por cientistas da França e Canadá tem estudado o DNA do girassol em busca de uma planta híbrida. Segundo os especialistas, essa variedade poderia se transformar em uma boa fonte de biocombustível e alimento no futuro.

O projeto, cujo investimento é de 10,5 milhões de dólares, envolve um tipo texano de girassol, conhecido como silverleaf, na produção de um híbrido com flores que tenham sementes comestíveis e caules recheados de açúcar. Segundo os especialistas, a substância doce poderia, em breve, ser transformada em etanol.

Essa variedade de girassol é silvestre e possui caule semelhante à madeira. A planta pode crescer 3 metros, enquanto o diâmetro pode chegar a 12 centímetros.

A líder do projeto, a botânica Loren Rieseberg, da Universidade de Colúmbia Britânica, explicou que o genoma do girassol tornará fácil a transferência de algumas de suas características.

O projeto de sequenciamento do DNA da planta é financiado pelo Canadá, França e Estados Undidos. A ideia da equipe envolvida é localizar genes responsáveis pelo óleo das sementes e pela tolerância à seca e a pragas. A expectativa dos cientistas é de que em 4 anos seja possível desenvolver plantas híbridas.