Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Loja de apps da Amazon estreia no Brasil com vantagens para o consumidor

Seleção de aplicativos será vendida em reais: nas rivais do Google e Apple, compras só podem ser feitas em dólares, o que provoca cobrança de IOF

A Amazon, maior varejista eletrônica do mundo, lança nesta quinta-feira no Brasil sua loja virtual de aplicativos para o sistema operacional Android, do Google. Se comparada à Play, do gigante de buscas, a loja sai na frente em dois aspectos: vendas em moeda local (o usuário não vai precisar usar cartão de crédito internacional para comprar programas e, assim, fica isento do pagamento de IOF) e curadoria na aprovação dos apps, uma das características de maior sucesso da App Store, da Apple.

Leia também:

Amazon lança revista de literatura para Kindle

Serão oferecidos mais de 100 000 aplicativos. A maior parte dos programas também está disponível nas lojas do Google e Apple. Entre as aplicações mais populares estão Candy Crush Saga, Facebook, Twitter e Netflix.

Para tentar fidelizar o público brasileiro, a Amazon fará promoções diárias, pelas quais o usuário poderá baixar gratuitamente um aplicativo premium. Na semana de lançamento, a Amazon Appstore oferecerá os apps Angry Birds Seasons, TuneIn Radio Pro, Age of Zombies e Cut the Rope.

Os usuários brasileiros também terão à disposição uma central de atendimento local, treinada para tirar dúvidas dos clientes em relação à cobrança e instalação dos apps. As compras podem ser realizadas através do site da loja (www.amazon.com.br/appstore) ou por meio do aplicativo Amazon Appstore, que pode ser baixado em smartphones e tablets que rodem Android.

Segundo a varejista, também serão oferecidos aplicativos brasileiros, como o do Banco do Brasil, Gol ou as palavras cruzadas da Coquetel. A loja contará com alguns recursos já conhecidos da Amazon, como recomendações personalizadas com base no consumo do usuário, comentários de clientes e a opção de “compra com um clique”, recurso da companhia que permite ao usuário cadastrar seu cartão de crédito a fim de tornar mais ágil a próxima aquisição.

Para Mike George, vice-presidente da Amazon Appstore e Serviços de Jogos, o Brasil é um país estratégico para a companhia. “Os usuários brasileiros de smartphones e tablets são conhecidos por serem apaixonados por tecnologia. Estamos ansiosos para facilitar a descoberta e compra de aplicativos”, disse o executivo.

Desenvolvimento – Além de oferecer uma plataforma de distribuição, a Amazon também fornecerá ferramentas aos desenvolvedores interessados em disponibilizar seus aplicativos na loja da varejista. Eles poderão utilizar a infraestrutura oferecida pelo serviço Amazon Web Services (AWS), o Game Circle (uma API que permite ao usuário jogar um mesmo game em diversos dispositivos sem perder suas conquistas), um sistema de testes, cujo objetivo é apontar melhorias para o desenvolvedor, e um programa de distribuição internacional para cerca de 200 países.