Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Leitores de VEJA sobre erro grosseiro do Ipea: “vergonha”

Confira nuvem de tags a partir de comentários no Facebook. Instituto do governo se corrige e diz que 26% — e não 65% — dos brasileiros acham que mulheres com roupas curtas merecem ser atacadas

A revelação de que levantamento do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) que mostrou que a maioria dos brasileiros apoiava ataques a mulheres estava errado provocou indignação entre leitores de VEJA. Em menos de dez minutos, mais de 700 fãs da página de VEJA no Facebook comentaram o erro grosseiro do instituto ligado do governo federal.

“Vergonha” foi o termo mais recorrente para definir o terrível tropeço: 26% – e não 65% – dos brasileiros disseram que mulheres com roupas curtas merecem ser atacadas. Outras palavras também ganharam destaque: “incompetência”, “irresponsabilidade” e “desrespeito”.

Leia também:

Conversa em rede: Ipea vira motivo de piada após erro grosseiro

Reinaldo Azevedo: O país dos estupradores inventado pelo Ipea

Felipe Moura Brasil: A verdadeira cultura do estupro

Nuvem de tags - redes sociais - Ipea Nuvem de tags – redes sociais – Ipea

Nuvem de tags – redes sociais – Ipea (/)