Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Japoneses levam 4G ao topo do Monte Fuji

Serviço estará disponível durante a temporada de escalada, entre julho e agosto, para dar cobertura aos turistas que visitam o local

As operadoras japonesas Softbank e NTT Docomo começaram a oferecer serviços de conexão à internet de alta velocidade (4G) no topo do Monte Fuji, o ponto mais alto do país e recentemente declarado Patrimônio Mundial pela Unesco.

Leia também:

4G: a rede rápida, cara e que quase ninguém usa

Newsgame: A corrida do 4G

O mapa do 4G no mundo

Para poder oferecer o serviço de internet, as duas principais operadoras de telefonia celular do país tiveram que instalar duas antenas no cume da montanha, a 3.776 metros, informou nesta sexta-feira a agência de notícias Kyodo.

O serviço estará disponível somente durante a temporada de escalada, de julho a agosto, para dar cobertura aos 400.000 turistas que visitam a cada ano o local.

Além das duas principais operadoras, a KDDI, terceira no mercado japonês, também planeja começar a oferecer esse tipo de serviço no topo do Fuji.

A escalada do “Fujisan”, um dos principais símbolos do Japão, pode ser feita por quatro rotas e dura aproximadamente seis horas. Tradicionalmente, a jornada começa a noite, para que se contemple o nascer do sol do cume da montanha.

Neste ano, a subida começará a ser cobrada. Os turistas pagarão o equivalente a 20 reais por pessoa, que serão destinados à preservação e segurança do local.

Por conta dessas medidas, as autoridades esperam que esta temporada registre um considerável aumento no número de turistas que desejam escalar o monte sagrado, situado cerca de 100 quilômetros de Tóquio.

Além de ser uma grande atração turística, o Fuji também é um vulcão ativo, cuja última erupção ocorreu em 1707.

(Com agência EFE)