Clique e assine a partir de 8,90/mês

iPhone fica de fora de museu de inovação da Samsung

Instalação na Coreia do Sul reúne modelos originais de Thomas Edison e Grahan Bell, mas não inclui smartphone da rival Apple

Por Da Redação - 21 abr 2014, 16h45

Para comemorar seus 45 anos, a Samsung inaugurou nesta segunda-feira um museu de inovação na cidade de Suwon, na Coreia do Sul, o Samsung Innovation Museum. As instalações de quase 11.000 metros quadrados reúnem 150 invenções e produtos eletrônicos, mas alguns itens importantes de empresas concorrentes, como a primeira versão do iPhone, não estão disponíveis entre as atrações.

Leia também:

Conheça a nova sede da Samsung América Latina em São Paulo

Galaxy S5: quanto custa no Brasil e em outros países

Ao lançar o iPhone, em 2007, a Apple revolucionou o mercado oferecendo um celular com tela sensível ao toque e que permitiu o uso de apps criados por terceiros. O produto impulsionou o avanço do mercado, hoje liderado pela Samsung com mais de 30% das vendas globais, de acordo com a consultoria Gartner. O Apple II é citado na exposição e classificado como o primeiro computador pessoal. Produtos da LG, outra fabricante sul-coreana e uma das principais rivais da Samsung em TVs, também não estão no acervo, mas é possível encontrar dispositivos da Motorola e Nokia.

O museu de inovação da Samsung fica instalado em um prédio de cinco andares, com três salas de exibição principais. A primeira delas, chamada “Era dos inventores”, mostra modelos originais de invenções, como um dos primeiros filamentos de lâmpada criados por Thomas Edison e exemplares da primeira máquina de lavar elétrica e da primeira TV. A história de empresas importantes, entre elas a operadora AT&T e as fabricantes Philips e NEC, também são abordadas nesta parte do museu.

Na sala “Era da inovação industrial”, o museu mostra avanços tecnológicos em telas, dispositivos móveis e semicondutores – materiais usados para fabricar processadores presentes em computadores e outros dispositivos. O local possui também uma sala chamada “Era da criação”, onde exibe produtos criados para uso em empresas e também algumas tecnologias criadas para residências, como a plataforma Smart Home, que permite gerenciar à distância diversos eletrodomésticos, como geladeira e máquina de lavar.

O Museu de Inovação Samsung também inclui uma espécie de showroom da marca, para que os visitantes possam interagir com os atuais produtos da empresa. Ela inclui uma tela de 22 metros com resolução Ultra HD.

Continua após a publicidade
Publicidade