Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Google encerra operação de compra da Motorola Mobility

Executivo da gigante de buscas assumirá direção da fabricante de celulares

Agora é oficial: a fabricante de celulares Motorola Mobility pertence ao Google. A compra, no valor de 12,5 bilhões de dólares (equivalente a 25,5 bilhões de reais), foi finalizada e anunciada nesta terça-feira.

A Motorola será gerenciada como uma empresa independente – a gigante de buscas costuma não intervir nas empresas que compra. O Google, porém, colocou um de seus executivos para presidir a empresa: Dennis Woodside, que supervisionou a aquisição, vai substituir o atual CEO da Motorola Sanjay Jha.

A princípio, o grande interesse que o Google tinha pela Motorola era seu portfólio de mais de 17.000 patentes, que protegeria o sistema Android de processos de propriedade intelectual. A plataforma para dispositivos móveis tem sido alvo de ações de empresas como Oracle, Microsoft e Apple, entre outras.

No entanto, de agosto – quando a intenção da compra foi anunciada – para cá, o interesse pela fabricante de celulares cresceu. “Esta é uma grande oportunidade para mostrar o que o Android é capaz de fazer quando instalado em um produto bem concebido e bem comercializado“, disse Woodside ao site Bloomberg Businessweek.

O Google promete que o Android continuará a ser uma plataforma aberta. Os aparelhos da Motorola usarão o sistema, mas ele continuará disponível para outras fabricantes, como a sul-coreana Samsung.

Leia também:

Usuário sai ganhando da compra da Motorola pelo Google

Guerra de patentes, motor da compra da Motorola pelo Google