Clique e assine a partir de 9,90/mês

Google é bloqueado na China em meio à definição de cúpula

Desde sexta-feira, usuários chineses estão sem conseguir acessar os principais serviços oferecidos pela empresa, como Gmail, Blogger e YouTube

Por Da Redação - 10 nov 2012, 14h05

O Google anunciou nesta sexta-feira que teve todos seus serviços bloqueados na China, um dia depois do início do Congresso do Partido Comunista, que definirá a cúpula governante do país pela primeira vez na década. As informações são do site da rede americana de televisão CNN.

LEIA TAMBÉM:

LEIA TAMBÉM: PC chinês inicia congresso que mudará comando do país

Segundo o Google, os serviços de monitoramento da empresa mostraram uma queda brusca nos acessos provenientes da China, em todos os seus serviços, como Gmail, Blogger e YouTube.

Continua após a publicidade

A causa exata da interrupção no funcionamento dos serviços do Google na China ainda não é clara, embora tenha coincidido com o início do Congresso. “O Google estar bloqueado agora certamente não é coincidência”, diz o site GreatFire, que compila informações sobre a internet na China. “A questão é se ele vai ser desbloqueado novamente quando o congresso acabar.”

Segundo o GreatFire, além do Google, outro popular serviço de busca usado no país, o Baidu, também está fora do ar — os visitantes que tentam acessá-lo na China são automaticamente redirecionados para endereços falsos.

A relação da China com o Google nunca foi fácil, já que a premissa da ferramenta de busca é tornar a informação acessível a todos — algo que não vai muito ao encontro da política chinesa. Em janeiro de 2010, a empresa ameaçou tirar a sua versão chinesa do ar, alegando que estava sob censura. Dois meses depois, a empresa decidiu que pararia de censurar as buscas feitas na China, e automaticamente redirecionar os usuários para a página de Hong Kong, que não é censurada.

Publicidade