Clique e assine a partir de 9,90/mês

Google celebra 15 anos no Brasil com novo estudo

Levantamento traz respostas positivas de consumidores aos produtos da empresa; resultados se explicam com o interesse do Brasil pela internet

Por Sabrina Brito - 13 ago 2020, 19h06

Em 2020, o Google comemora quinze anos de presença em solo brasileiro. Para celebrar a data, a empresa decidiu realizar um estudo online que buscasse compreender melhor a relação do consumidor com seus produtos.

O levantamento, que teve como base as respostas de mil e cem participantes, trouxe algumas conclusões interessantes. De acordo com os usuários brasileiros do Google, por exemplo, os aplicativos da empresa que mais ajudaram foram a ferramenta de busca, o YouTube, Gmail, Chrome e Google Tradutor.

De fato, a primeira coisa que vem à cabeça quando se fala a palavra “Google” é a barra de pesquisa — não à toa, estima-se que o sistema receba mais de 63 mil buscas diárias. Assim, não é de se espantar que 86% dos brasileiros envolvidos na pesquisa achem impossível imaginar sua vida ou a de seus filhos sem essa ferramenta. Cerca de 97% a considera útil para encontrar informações e resolver tarefas.

Além disso, a pesquisa aponta como a forma de consumo de alguns produtos do Google mudou durante a pandemia. O uso do Google Meet, que permite conferências online, por exemplo, cresceu em 78% com a quarentena. Entre os participantes do estudo, 80% afirmou que o Google tem ajudado a melhorar a produtividade do home office, enquanto 85% acha que a empresa mostrou que é possível trabalhar junto mesmo à distância.

Mas esses resultados, bastante otimistas, têm explicação para além da atuação empresa em si. A paixão do Brasil pelo mundo digital tem sua participação nas conclusões tiradas da pesquisa.

Quando o assunto é uso da internet, o Brasil possui grande importância no cenário mundial: mais de 60% do país se utiliza da rede digital, compondo o quarto maior mercado virtual do planeta. Na América Latina, a média de uso individual mensal da rede é de 18,6 horas; aqui, a média é de 25,7 horas.

Estamos, ainda, entre os maiores usuários de mídias sociais do mundo — quarto maior número de frequentadores no Facebook, terceiro maior no Instagram e por aí em diante. Assim, não é de se admirar que as respostas ao levantamento do Google sejam tão positivas. Ao que tudo indica, o brasileiro valoriza bastante a presença digital. Consequentemente, as empresas que nos fornecem ferramentas no âmbito online hão de ser vistas com bons olhos.

Continua após a publicidade
Publicidade