Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Fornecedora de telas prevê crescimento na produção de ‘e-paper’

Reuters

Kindle, o e-book da Amazon

Kindle, o e-book da Amazon

A empresa taiwanesa Prime View International (PVI), maior fornecedora mundial de telas para leitores digitais, anunciou, nesta sexta-feira, que a produção de 2010 deve triplicar em relação ao ano passado.

A companhia fabrica telas eletrônicas flexíveis que não emitem luz, ao contrário do sistema atual de iluminação das telas de cristal líquido (LCD). Sua produção deve dobrar ou triplicar novamente em 2011. Conhecido como e-paper (papel eletrônico, em inglês), essa é a tecnologia usada em leitores eletrônicos como o Kindle.

“Mais marcas estão chegando ao mercado e mais aparelhos com tamanhos diferentes são vendidos por mais distribuidoras, assim o mercado está crescendo bem rápido”, disse o presidente do conselho da empresa, Scott Liu. “Há espaço para o mercado crescer a longo prazo”, acrescentou.

A Amazon, que fabrica o Kindle, e a Sony estão entre os maiores clientes da PVI.

Nesta semana, durante a feira Computex (Show Internacional de Tecnologia de Informação de Taipei, em Taiwan), as empresas Acer, Asustek Computer, Delta Electronics e Hanwang apresentaram aparelhos para ler livros e revistas obtidos na internet.

O e-paper utiliza um substrato plástico, em vez de vidro, que garante flexibilidade. Diferentemente do LCD, quando desligado, o e-paper não tem seu modo de exibição alterado.

Liu disse ainda que o iPad, da Apple, não deve tomar participação de mercado dos e-books.

“Eles estão em categorias diferentes. Se você quer mais funções você usa o iPad, mas se quer algo muito simples para ler, você precisa de um e-reader”.

(Com agência Reuters)