Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Falsa loja da Apple na China deixa clientes furiosos

Vendedor diz que todos os produtos vendidos no local são originais

Por Da Redação 22 jul 2011, 22h07

Nesta sexta-feira, os clientes de uma Apple Store na cidade chinesa de Kunming insultaram os funcionários da empresa e exigiram restituição do dinheiro pago pelos produtos. O fato ocorreu depois que um blogueiro americano revelou que a loja era na verdade uma falsificação de um ponto de venda legítimo da companhia americana. “Quando ouvi a notícia, corri para cá imediatamente para pegar uma nota fiscal. Fiquei muito zangada”, disse uma compradora que não quis se identificar.

“Com uma loja grande assim, tudo parece confiável a ponto de ninguém ter pensado que poderia ser uma fraude”, afirmou a mulher, que gastou 2.170 dólares na compra de um Macbook Pro e de um iPhone 3G. A loja não lhe forneceu nota fiscal de venda no momento da aquisição. Os funcionários pediram para voltar depois para apanhar o comprovante de compra. “Onde está minha nota? Vocês me prometeram a nota no mês passado!”, gritava com os vendedores, antes de ser convidada a subir ao piso superior para ser atendida.

Os funcionários também estavam zangados, com a atenção indesejada que receberam depois que mais de mil veículos de mídia reproduziram a informação e as fotos da loja publicadas no blog BirdAbroad. “A mídia está nos retratando como uma loja falsa, mas não vendemos produtos falsificados. Todos os nossos itens são reais”, disse um deles, que não quis revelar o nome. “Não existem leis na China que digam que não tenho o direito de decorar uma loja da maneira que prefiro”, acrescentou. A Apple, que tem quatro lojas legítimas na China, se recusou a comentar sobre o assunto.

(Com agência Reuters)

Continua após a publicidade
Publicidade