Clique e assine a partir de 9,90/mês

Facebook mostra seu novo sistema de buscas

Mark Zuckerberg foi o mestre de cerimônia: "A ferramenta é projetada para mostrar a resposta e não apenas links para esta resposta", disse

Por Da Redação - 15 Jan 2013, 18h58

O Facebook colocou no ar nesta terça-feira seu novo sistema de buscas, o Graph Search, que em português ganhou o nome de Busca Social. O formato apresenta uma nova maneira de explorar conteúdos compartilhados na rede social, o que permite, segundo a empresa, maior relevância na procura por informações. Por enquanto, a ferramenta está disponível apenas em inglês e para usuários específicos. Não há previsão para o serviço ser traduzido para o português.

Leia mais:

Facebook prepara lançamento à la Apple

Facebook inicia testes de novo visual da Timeline

Continua após a publicidade

A empresa aposta em uma nova lógica. Ao contrário do padrão atual, em que as buscas partem de uma ou da combinação de palavras-chave, a busca social do Facebook tem como foco o comportamento humano, a maneira como usuário interage com seus amigos. Os critérios são definidos por ideias, como por exemplo: ‘fotos de amigos que curtem rock e que vivem em São Paulo’. “A Busca Social é projetada para mostrar a resposta e não apenas links para esta resposta”, disse Mark Zuckerberg durante a apresentação.

Outra novidade é a forma de apresentação dos resultados. Em vez de uma lista, como na maior parte dos buscadores do mercado, o usuário terá como resposta uma visualização gráfica e personalizada do conteúdo publicado por ele e por seus amigos na rede, de acordo com filtros estabelecidos pela própria pessoa. O recurso permite uma organização do conteúdo social, bem diferente do mecanismo de busca atual que retorna apenas uma lista com pessoas, fanpages e aplicativos disponíveis na plataforma.

O cofundador do Facebook, Mark Zuckerberg, durante uma apresentação em Menlo Park
O cofundador do Facebook, Mark Zuckerberg, durante uma apresentação em Menlo Park VEJA

Apresentação – A ferramenta está ainda em fase beta (testes e aprimoramento). A nova barra de busca vai alterar a parte superior do layout . Segundo o Facebook, nesta primeira versão, a Busca Social tem seu foco em quatro temas principais: pessoas, fotos, lugares e interesses. Alguns dos exemplos de buscas possíveis são: ‘amigos que moram na minha cidade’, ‘pessoas da minha cidade natal que curtem caminhadas’, ‘pessoas que curtem tênis e que moram nas imediações’, ‘fotos que eu curto’, ‘fotos dos meus amigos tiradas em Nova York’, ‘restaurantes em São Paulo curtidos por chefs de cozinha’, ‘”países que meus amigos visitaram’, ‘filmes curtidos por pessoas que curtem os filmes que eu curto’, ‘músicas que meus amigos curtem’, entre outros.

Durante a apresentação, Mark Zuckerberg teve a preocupação de diferenciar o novo recurso da já tradicional busca da web, realizado por serviços como Google e Bing. “Nós não estamos indexando a web. Nós estamos indexando o nosso mapa de gráficos (conteúdos sociais gerados por usuários dentro da rede) que é extremamente grande e está em constante evolução. “, comenta Zuckerberg.

Continua após a publicidade

Outra diferença entre a ferramenta e os buscadores web é que cada conteúdo dentro do Facebook possui sua própria configuração de privacidade e a maioria deste conteúdo disponível não é público. Em comunicado oficial, a empresa garante que questões de privacidade nortearam o processo de desenvolvimento desde o início do projeto. “A busca social respeita a privacidade e o público de cada conteúdo no Facebook. Assim encontrar novos conteúdos fica muito mais fácil, mas você pode ver somente aquilo que você já poderia visualizar em outros lugares no Facebook”, diz o documento.

Publicidade