Veja Digital - Plano para Democracia: R$ 1,00/mês

Facebook, Microsoft e Al Gore tentaram comprar o Twitter, revela livro

Obra chega às livrarias americanas às vésperas da entrada do microblog na bolsa de valores

Por Da Redação 5 nov 2013, 10h28

Às vésperas da estreia do Twitter na bolsa de valores, detalhes da história da rede social vieram a público nesta terça-feira com a publicação nos Estados Unidos do livro Hatching Twitter: A True Story of Money, Power, Friendship, and Betrayal (Criando o Twitter: uma história real de dinheiro, poder, amizade e traição, em tradução livre), escrito pelo jornalista Nick Bilton, do jornal The New York Times. De acordo com a obra, o Facebook tentou comprar o Twitter.

Leia também:

Com IPO, Twitter terá de voar mais alto

No Brasil, fundador do Twitter garante: “Facebook não me preocupa”

Twitter, 7 anos: 200 milhões de usuários e um grande desafio

Segundo Bilton, Mark Zuckerberg, CEO e fundador do Facebook, iniciou conversas para adquirir o Twitter em outubro 2008, quase três anos após a criação do microblog. Ele se encontrou diversas vezes com os presidentes-executivos da companhia Evan Willians e Jack Dorsey – dois dos três fundadores do microblog.

A negociação só não foi adiante em função de uma troca executiva no comando do Twitter: Dorsey deixou a empresa para que Williams tivesse controle total do negócio. Zuckerberg tentou, então, recrutar Dorsey, mas não houve acordo. Finalmente, Dorsey retornou ao cargo de presidente-executivo do Twitter.

Outros nomes de peso tentaram arrematar o controle do Twitter. Um deles foi a Microsoft, por meio de seu CEO, Steve Ballmer. Outro foi Al Gore, ex-vice-presidente dos Estados Unidos. O primeiro tentou seduzir os executivos do microblog convidando-os para um jantar na casa de Bill Gates. Gore buscou uma aproximação em um encontro regado a tequila e vinho.

O livro também comenta a presença de um quarto fundador da rede social: Noah Glass, demitido por Dorsey logo após o lançamento do serviço. Segundo a obra, Glass receberá um “quantia pequena” da empresa assim que for realizada a oferta iniciação de ações (IPO) na bolsa.

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Plano para Democracia

- R$ 1 por mês.

- Acesso ao conteúdo digital completo até o fim das eleições.

- Conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e acesso à edição digital da revista no app.

- Válido até 31/10/2022, sem renovação.

3 meses por R$ 3,00
( Pagamento Único )

Digital Completo



Acesso digital ilimitado aos conteúdos dos sites e apps da Veja e de todas publicações Abril: Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Placar, Superinteressante,
Quatro Rodas, Você SA e Você RH.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)