Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Facebook lança aplicativo de realidade virtual para fazer reuniões remotas

Programa  permite que pessoas se encontrem remotamente em um espaço povoado por avatares

Por Alessandro Giannini Atualizado em 19 ago 2021, 18h39 - Publicado em 19 ago 2021, 17h11

A pandemia de Covid-19 trouxe, entre outras coisas, o desejo cada vez maior de encontrar um meio termo entre o trabalho presencial e o remoto. Com ferramentas de conexão ainda precárias e que enfrentam problemas de assimilação por parte tanto das empresas quanto de trabalhadores, o Facebook viu uma oportunidade para lançar a versão beta e aberta do aplicativo de realidade virtual Horizon Workrooms, que necessita de equipamentos e programas ainda não disponíveis para compra no Brasil.

O Workrooms é um espaço de reunião virtual onde pode-se trabalhar de qualquer lugar. É possível entrar em uma reunião em realidade virtual, como um avatar, ou entrar na sala virtual por videochamada. Uma lousa virtual para esboçar ideias, colocar o computador e teclado em realidade virtual, ou ter conversas em que se simula uma reunião em um mesmo ambiente são facilidades oferecidas aos usuários.

O aplicativo  permite que as pessoas se encontrem remotamente em um espaço virtual povoado por avatares. É próprio para os óculos de realidade virtual do Facebook, que custam pelo menos US$ 300 e pesam cerca de meio quilo. Pessoas sem os óculos podem participar por meio de videochamada. Até 50 pessoas podem estar na chamada, mas apenas 16 podem estar no espaço de reunião virtual com avatares.

Equipamento de realidade virtual
Equipamento necessário para participar das reuniões virtuais pelo Workroom – Facebook/Divulgação

O CEO do Facebook, Mark Zuckerberg, que testou o novo aplicativo e os equipamentos em reuniões com jornalistas, é fã do “metaverso”, um conceito ainda meio vago que engloba realidade aumentada e virtual com novas formas de conexão. Ele espera que seja o próximo estágio de como as pessoas experimentam a internet. A realidade virtual nunca decolou, mesmo durante a pandemia, quando o trabalho remoto se tornou a norma para milhões de funcionários de escritório e tornou o serviço de videoconferência Zoom um nome conhecido.

Continua após a publicidade

Publicidade