Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Facebook contesta convite da Câmara dos Deputados

Rede social afirma que não promoveu mudanças recentes em sua política de uso, o que motivou convite a representantes do Google

Nesta quarta-feira, a Comissão de Defesa do Consumidor da Câmara dos Deputados aprovou requerimento que convida representantes do Google e Facebook a comparecer à Casa para explicar mudanças nos termos de uso dos serviços e suas políticas de privacidade. Pouco depois, o gigante de buscas afirmou que estaria à disposição dos parlamentares para prestar esclarecimentos. Nesta quinta-feira, foi a vez do Facebook falar.

O setor de comunicação da rede social enviou comunicado ao site de VEJA apresentando a posição da empresa. “Por enquanto, o Facebook não vai se pronunciar por não estar ciente de nenhum convite.” A companhia acrescentou ainda a seguinte informação: “Não promovemos alterações recentes em nossa política de privacidade.”

O convite da comissão parlamentar às duas gigantes da internet foi motivado, principalmente, pela recente mudança nos termos de uso do Google. Desde o dia 1º, as normas de mais de 60 serviços – incluindo Gmail, YouTube e Google Maps – foram substituídas por um único texto. Caso o usuário não concorde com o modelo, não há alternativa: é obrigado a desativar ou abandonar os serviços do gigante de buscas. Na semana passada, o Departamento de Proteção e Defesa do Consumidor (DPDC), vinculado ao Ministério da Justiça, enviou ao Google notificação semelhante à aprovada nesta quarta-feira no Congresso.

Leia mais:

Saiba o que muda com a unificação dos termos de uso do Google

Vida em Rede: Por que é preciso ficar atento aos novos termos de uso

Saiba como remover seu histórico de buscas no Google