Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Facebook compra Instagram por 1 bilhão de dólares

Mark Zuckerberg anunciou a novidade em seu perfil da rede social

O Facebook anunciou a compra do Instagram, aplicativo que personaliza fotos, por 1 bilhão de dólares. Em agosto do ano passado, a rede social tentou adquirir a ferramenta, mas a negociação só ganhou força neste ano, seis dias após o recurso aterrissar – com sucesso – nos aparelhos que rodam Android, o sistema operacional do Google. O Instagram foi lançado para iPhone em outubro de 2010 e desde então tem conquistado uma legião de fãs. A aquisição desta segunda-feira foi anunciada oficialmente por Mark Zuckerberg em seu perfil do Facebook.

Leia mais

Instagram no Android: 1 milhão de downloads em 24 horas

Entrevista com

Mike Krieger, o brasileiro do

Instagram

Em VEJA desta semana: quem são e o que pensam os brasileiros da revolução digital

Estamos felizes em compartilhar com vocês a notícia de que adquirimos o Intagram e que a sua talentosa equipe se juntará ao time do Facebook”, disse Zuckerberg em sua página. O fundador da rede afirmou ainda que há anos sua empresa tem direcionado esforços na construção de uma boa experiência no compartilhamento de fotos entre amigos e familiares.

Para o executivo, a prioridade é aumentar os recursos do aplicativo e não somente integrar o sistema ao Facebook. “Essa é a razão pela qual estamos comprometidos em manter a operação de forma independente”, explicou. O empresário reconhece o sucesso do Instagram e diz que a meta do Facebook, a partir dessa fusão, é aumentar a base de usuários da ferramenta.

O Facebook não pretende centralizar o aplicativo em sua própria plataforma. “Planejamos continuar adaptando o Instagram para outras redes sociais, porque acreditamos que a sua conectividade com outros serviços é parte da experiência”, disse Zuckerberg.

Segundo o fundador, a aquisição é um importante marco para o Facebook, pois esta é a primeira vez que a companhia compra um produto e uma empresa, cuja base ultrapassa 30 milhões de usuários. “Não temos planos de fazer novos negócios dessa natureza, mas fornecer a melhor experiência no compartilhamento de fotos é uma das razões pela qual tantas pessoas amam o Facebook. Sabíamos que seria uma boa ideia juntar as duas empresas.”

Leia mais

Instagram no Android: 1 milhão de downloads em 24 horas

Entrevista com

Mike Krieger, o brasileiro do

Instagram

Em VEJA desta semana: quem são e o que pensam os brasileiros da revolução digital