Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Exército chinês proíbe tropas de usar redes sociais

Mais de dois milhões de soldados estão impedidos de "fazer amigos, blogar, procurar namoro ou trabalho na internet", conforme decreto do Estado-Maior

Por Da Redação 31 Maio 2011, 03h00

O Exército chinês emitiu um decreto proibindo seus mais de dois milhões de soldados – o maior efetivo militar do mundo – de “fazer amigos, blogar, procurar namoro ou trabalho na internet”, segundo informa o jornal oficial China Daily nesta terça-feira.

O decreto, redigido pelo Estado-Maior e o Departamento Político das Forças Armadas, considera o uso de redes sociais “uma ameaça para a integridade de seus segredos militares”. Segundo o diário militar, a atividade on-line surte efeitos negativos sobre o desempenho dos soldados.

A China é o país com o maior número de internautas do mundo – cerca de 480 milhões – e ao mesmo tempo é um dos que exercem a mais rígida censura sobre os conteúdos da rede. Alguns dos sites mais populares do mundo, como YouTube, Twitter e Facebook, foram bloqueados em território chinês.

(com EFE)

Continua após a publicidade
Publicidade