Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

EUA negam pedido da Apple para proibir vendas do Galaxy

A Apple afirma que os novos produtos da Samsung se parecem muito com o iPhone e o iPad - no hardware, na interface com o usuário e na embalagem

Um tribunal dos Estados Unidos rejeitou pedido da Apple para que as vendas de alguns modelos do smartphone Galaxy e tablets fabricados pela Samsung Electronics fossem proibidas no país, segundo informou hoje a própria Samsung.

A companhia sul-coreana disse que a juíza distrital Lucy Koh, de San Jose, na Califórnia, negou ontem o pedido da Apple para uma proibição preliminar em uma disputa judicial sobre patentes entre as duas empresas. Na quarta-feira, a Samsung já tinha obtido uma vitória na sua apelação contra uma proibição das vendas do Galaxy Tab 10.1 na Austrália, também solicitada pela Apple. Neste sábado, a Samsung elogiou a decisão da justiça norte-americana. “Nós estamos confiantes que conseguiremos demonstrar as diferenças dos celulares da Samsung quando o caso for a julgamento no ano que vem”, disse a empresa em comunicado.

Questionado sobre o assunto, Steve Park, porta-voz da Apple Korea, reiterou a mesma declaração que a companhia tem dado desde o início das batalhas judiciais. “Não é coincidência que os produtos mais recentes da Samsung pareçam muito com o iPhone e o iPad, da forma do hardware, até a interface com o usuário e mesmo a embalagem. Esse tipo de cópia ostensiva é errado, e nós precisamos proteger a propriedade intelectual da Apple quando outras empresas roubam nossas ideias”. As informações são da Dow Jones.

(Com Agência Estado)