Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Estudante fabrica arma de fogo usando impressora 3D

Pistola tem 16 peças plásticas e 2 metálicas. Deputado americano quer bani-la

A imagem acima mostra primeira arma criada com o auxílio da tecnologia de impressão 3D. Apelidada de “Liberator” pelo seu criador, o estudante americano Cody Wilson, de 25 anos, a pistola é composta por 16 peças de plástico e dois itens metálicos: um prego, responsável por disparar as balas, e uma pequena barra de aço – que funciona como uma garantia de que o item possa ser identificado por detectores de metal.

Em entrevista concedida ao site da revista Forbes, Wilson afirmou que a barra de aço foi inserida no projeto para atender a uma lei americana que proíbe a fabricação de armas que não possam ser detectadas por métodos tradicionais. O problema é que o jovem tem a intenção de enviar seus arquivos e planos para um site com diversos projetos similares. Uma vez dentro desse repositório, qualquer pessoa pode baixar os desenhos sem nenhuma obrigação de seguir o projeto original.

A publicação aponta que, na semana passada, o deputado americano Steve Israel se manifestou contra a iniciativa de Wilson e pretende trabalhar para coibi-la. “Todo o esquema de segurança não fará a diferença se os criminosos forem capazes de imprimir suas armas de plástico em casa e passar por detectores de metal”, afirmou o congressista. “Quando comecei a falar sobre esse assunto meses atrás, me disseram que essas armas não passavam de ficção científica. Agora que essa tecnologia nos provou o contrário, precisamos agir logo para bani-las.”

Confira a seguir um vídeo sobre o funcionamento das impressoras 3D: