Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Empresas devem comprar 10 milhões de tablets em 2011

Previsão aponta abertura de mercado para concorrentes do iPad, da Apple

Por Da Redação 18 jan 2011, 19h20

Os tablets devem entrar nas listas de compras das empresas em 2011. De acordo com a consultoria de mercado Deloitte, mais de 10 milhões de unidades dos dispositivos serão vendidas para companhias ao redor do mundo. Só os setores como varejo e saúde devem consumir, juntos, mais de 5 milhões de parelhos.

“Apesar de alguns observadores considerarem os tablets aparelhos com baixo poder de processamento de dados e voltados apenas para o consumo de mídia, em 2011, mais de 25% de todos os dispositivos serão adquiridos por empresas. Esse número deve ainda crescer em 2012”, afirma a Deloitte, em previsão anual do setor.

A consultoria aponta também que o surgimento do mercado de computadores do tipo tablet, aliado ao crescimento do segmento de smartphones, deve implicar na redução de vendas de computadores pessoais. Estes devem passar a responder por menos da metade de todo o mercado de aparelhos de computação.

Se consumada, a previsão marcará a abertura do mercado para dispositivos como o PlayBook, da Research in Motion, que será lançado até março. O tablet tem recebido avaliações iniciais positivas depois que a fabricante do BlackBerry entregou versões específicas do produto para demonstração. Hoje, o líder do mercado é o iPad, da Apple.

Tanto o Gartner, que também trabalha com análise setoriais, quanto a Deloitte acreditam que o mercado de tablets deve alcançar números superiores a 50 milhões de unidades vendidas em 2011.

(Com agência Reuters)

Continua após a publicidade
Publicidade