Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Confira as cinco principais novidades do Windows 10, lançado nesta quarta-feira

O novo sistema operacional da Microsoft começa a ser liberado gratuitamente para usuários do Windows 7 e 8. Veja as principais mudanças

Por Da Redação 29 jul 2015, 17h33

A Microsoft lançou nesta quarta-feira (29) o Windows 10, novo sistema operacional da empresa que vai funcionar em computadores, tablets e celulares. O objetivo é superar os pontos fracos do Windows 8 (a empresa “pulou” o que seria o 9) que, em 2012, tentou reunir em um só programa a experiência de quem usa gadgets com telas sensíveis ao toque e todos os recursos de um sistema operacional tradicional, de PCs. Não foi a melhor estratégia: a maioria dos clientes detestou as mudanças, poucos atualizaram a versão 7 para a 8. Agora, a Microsoft pretende reparar seus erros.

Leia também:

Microsoft prepara aposentadoria da marca Internet Explorer

Edições piratas do Windows terão atualização gratuita da Microsoft

A nova versão estará disponível em 190 países como atualização gratuita para quem tem o Windows 7, Windows 8 e 8.1 e o Windows Phone 8.1. De acordo com a empresa, serão enviadas notificações aos usuários a partir desta quarta-feira e a atualização estará disponível até julho de 2016.

O futuro da Microsoft – O lançamento é ambicioso: a Microsoft, que tem 90% do mercado de desktops com o Windows, pretende alcançar 1 bilhão de usuários nos próximos dois a três anos com a versão 10. O desafio da empresa é convencer desenvolvedores para que criem aplicativos para o novo sistema operacional, que funcione tanto nos computadores como em tablets e celulares.

Integração que, para os desenvolvedores, já acontece com a concorrência, com o iOS (da Apple) e o Android (do Google), que, juntos, têm 2,7 milhões de aplicativos exclusivos. Para Windows 8 e 8.1, existem apenas 500 000 apps – e ter mais opções significa conquistar mais usuários. Porém, para isso, os desenvolvedores precisam estar certos de que vale a pena investir no Windows 10.

O novo sistema recuperou a interface antiga, do Windows 7, mas que ganhou boas novidades. Há, por exemplo, um novo navegador, o Microsoft Edge, que deve substituir o Internet Explorer, e um novíssimo software de assistente pessoal, similar à Siri, da Apple. Confira os detalhes das cinco principais mudanças:

(Da redação)

Continua após a publicidade
Publicidade