Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Chineses festejam adiamento do filtro da web

O que inicialmente era pra ser um boicote acabou se transformando em uma grande festa. Os chineses se reuniram, nesta quarta-feira, para celebrar a decisão do governo de adiar a exigência do software que filtraria todo o conteúdo acessado na internet no país. Moradores de Pequim se reuniram num bairro muito frequentado pelos jovens e comeram um café-da-manhã à moda chinesa para comemorar. Cerca de 200 pessoas, muitas delas vestidas com camisetas que ironizavam o filtro da web, participaram do encontro.

Esta é a primeira grande vitória da população contra a forte censura estatal à internet na China. O Ministério da Indústria e da Tecnologia da Informação informou, entretanto, que o plano foi adiado, e não cancelado. Segundo o governo, a medida levará mais algum tempo para entrar em vigor, e esse adiamento não significa que o governo decidiu voltar atrás de vez em seus planos.

Pressão – Na terça, a China anunciou ter decidido adiar a obrigatoriedade do filtro que controla o conteúdo acessado na internet. A ideia inicial obrigava que os todos os computadores vendidos no país tivessem esse novo software, o que aumentaria ainda mais o controle estatal sobre o acesso da população à informação. Acredita-se que, por causa das pressões da população e de outros países, o governo tenha voltado atrás da decisão, que tinha causado revolta entre os moradores.

Representantes do governo afirmaram que o novo filtro foi pensado para proteger as crianças da pornografia e da violência, além de alegar que os computadores sem o filtro ficariam mais suscetíveis aos vírus. Os ativistas a favor da liberdade de expressão discordaram do governo e afirmaram que esse foi apenas um plano para controlar ainda mais o acesso à internet. Governos estrangeiros também não concordam com a nova ferramenta chinesa e dizem que a instalação do software fere as regras do comércio.